A equipa nacional, capitaneada por Nuno Marques, precisa de vencer o encontro com a África do Sul para garantir a manutenção no Grupo I, pelo que, como seleção anfitriã, escolheu a superfície de terra batida e ‘outdoor'.

"Já temos jogado no CIF várias vezes e, para os jogadores e em termos logísticos, é mais fácil a adaptação do que procurar outra solução", disse Vasco Costa, presidente da Federação Portuguesa de Ténis, à agência Lusa.

Apesar de a eliminatória estar prevista ser disputada ao ar livre, atendendo "às boas previsões climatéricas para a altura", Vasco Costa lembrou a existência de ‘courts' cobertos no CIF, que, "em caso de chuva', podem ser equacionados como solução".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.