Este domingo, 9 de dezembro, chega ao fim a 59ª Taça dos Libertadores da América. A segunda mão da final da Taça dos Libertadores será disputada em Madrid, capital espanhola, e terá como palco do epicentro o estádio Santiago Bernabéu, “casa” do Real de Madrid. Ali entram em campo os históricos e rivais clubes argentinos, River Plate e Boca Juniores, depois do 2-2 registado na Bombonera, no passado dia 11 de novembro, encontro da 1ª mão.

Ou seja, a principal competição de futebol entre equipas sul-americanas criada em 1960, então batizada Copa Campeones de América (Taça dos Campeões da América) e que rapidamente ganhou o nome de Taça dos Libertadores para homenagear os heróis como Simon Bolívar, José de San Martín, José Artigas, Bernardo O’Higgins e tantos outros que lutaram pela independência dos países sul-americanos, disputa-se na capital de um dos impérios de que esses mesmos povos se “libertaram” nos séculos XIX e XX.

Uma mudança de palco que fez com que vários sites batizassem a final como “Copa Conquistadores de América”.

O adiamento, por questões de segurança, da 2ª mão (24 de novembro) prevista para o Estádio Monumental Nunez, palco dos jogos do River Plate (e da seleção argentina), na Av. Presidente Figueroa Alcorta, no bairro de Belgrano, e a polémica que se seguiu, levou a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) a mudar a final entre os dois clubes argentino, Boca e River, emblemas vizinhos, que nasceram no mesmo bairro em Buenos Aires, para 10 mil quilómetros de distância. Para Espanha.

Madrid, testemunhará, assim, o fim do modelo desta competição tal como tem sido conhecido com finais a duas mãos.

Para o ano a competição que junta 32 clubes que ajudam a explicar a implementação do futebol na América Latina terá uma final, tal como sucede com as competições europeias (Liga dos Campeões e Liga Europa). Santiago será a primeira sede da final de partida única da Libertadores, com a capital chilena a receber o evento no dia 23 de novembro de 2019.

O vencedor da edição 2018 da Taça dos Libertadores da América receberá seis milhões de dólares (5,2 milhões de euros), o dobro do que ganhou o Grémio, campeão no ano passado.

créditos: EPA/JUAN IGNACIO RONCORONI

Messi na bancada, 4 mil polícias na rua e um documento de bom comportamento

Na capital espanhola o esquema de segurança do jogo terá 4 mil profissionais envolvidos, entre polícias, agentes de trânsito, seguranças privados e paramédicos. A final está classificada como “o maior risco da história” pelas forças de segurança da cidade e terá 1400 polícias anti distúrbios.

Cerca de 500 adeptos mais radicais estão debaixo de olho da Polícia Nacional (com 2054 efetivos), força que está autorizada a deportar que estão numa “lista negra”.

A Conmebol divulgou entre os adeptos dos dois clubes um documento de bom comportamento baseado no regulamento de Prevenção da Violência, Racismo, Xenofobia e Intolerância no desporto nas normas de acesso a estádios, em Espanha.

É proibido participar em discussões e brigas, levar qualquer tipo de arma, petardos, explosivos ou produtos inflamáveis e quaisquer tipo de pirotecnia, exibir cartazes, bandeiras, símbolos ou outros modos que incitem a violência ou terrorismo, entoar cânticos, expressões, sons ou atitudes que incitem a violência ou terrorismo e invadir o terreno de jogo.

A separação de adeptos é outra das premissas. Quem veste a camisola do River Plate entrará na Tribuna Norte, na Torre D, devendo os adeptos do Boca Juniors entrar pela Tribuna Sul, na Torre A.

Se o River Plate sair vencedor, a festa realizar-se-á nas Puertas del Sol (local de celebração de várias festas, como a do final de ano), enquanto o Boca Juniores montará o palco das festividades na Plaza Colón (Praça Colombo), onde a Espanha celebrou o título mundial. De fora de equação pelas forças de segurança de Madrid estiveram as tradicionais praças Cibeles (onde o Real Madrid festeja os títulos) e a Neptuno (Atlético de Madrid).

Leonel Messi terá direito a um camarote para assistir ao encontro, enquanto Ronaldo ficará de fora.

A 2ª mão da final da Taça dos Libertadores da América pode ser acompanhada amanhã, 9 de dezembro, na Sport Tv (19h30).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.