Esta é a 13.ª vitória do piloto belga no campeonato do mundo, primeira na prova monegasca, cuja sede se situa na terra natal de Sébastien Ogier, que contabilizava seis triunfos consecutivos nesta corrida.

"Tivemos uma grande confiança nos dois últimos dias. Foi um fim de semana incrível para nós. Já há algum tempo que procurávamos esta vitória. É incrível começar a época assim", disse Neuville, o primeiro belga a vencer esta prova em 88 edições. Desde 2010, quando o finlandês Mikko Hirvonen (Ford) venceu, que o triunfo não era conseguido por um piloto não francês.

"Tivemos algumas evoluções no carro e a preciosa ajuda do nosso batedor [o espanhol Dani Sordo], que nos deu grande confiança", concluiu o primeiro líder do campeonato.

Neuville somou o máximo de pontos, 30, graças à vitória na derradeira especial da prova, a ‘power stage', que distribui cinco pontos pelos cinco primeiros classificados, batendo Ogier por apenas 16 milésimas de segundo.

O piloto da Toyota aproveitou esta última especial, ainda assim, para subir ao segundo lugar da geral, por troca com o seu companheiro de equipa, o galês Elfyn Evans (Toyota Yaris), por uma vantagem de apenas 1,7 segundos.

"Começar no pódio é sempre bom. A estreia numa nova equipa nunca é fácil", disse Ogier, que já tinha ganho em Monte Carlo com três construtores diferentes (Citroën, VW e Ford).

O finlandês Esapekka Lappi (Ford Fiesta) foi o quarto classificado, já a 3.09 minutos do vencedor, com o estreante finlandês Kalle Rovanperä (Toyota Yaris), de 19 anos, em quinto, a 4.17,2 minutos de Neuville.

Este último dia de prova foi madrasto para o francês Sébastien Loeb (Hyundai i20), que caiu de quarto a sexto depois de uma má escolha de pneus e de um erro na penúltima especial.

Com estes resultados, Neuville é o primeiro líder do campeonato, com 30 pontos, com Ogier em segundo, com 22 e Elfyn Evans em terceiro, com 17.

Nos construtores, a Hyundai lidera, com 35 pontos, seguida da Toyota, com 33 e da Ford, com 20.

No WRC2 a vitória coube ao norueguês Mads Ostberg (Citroën C3 R5), com o italiano Eric Camilli (Citroën C3 R2) a vencer o WRC3.

A próxima prova é o Rali da Suécia, de 13 a 16 de fevereiro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.