“Trabalhámos duro e desde a pré-época que estamos focados neste jogo. Estamos quase na Liga dos Campeões e estou ansioso por praticar bom futebol. As duas equipas merecem estar na fase de grupos, mas só uma pode estar. Espero um jogo de máxima intensidade. Sabemos que se perdermos estamos fora da Liga dos Campeões, mas queremos muito estar lá”, afirmou Roger Schmidt.

Em Eindhoven, na conferência de imprensa de antevisão do encontro de terça-feira, o técnico alemão garantiu que a sua equipa vai “fazer tudo para ganhar o jogo” e enalteceu a qualidade do plantel do Benfica, que na primeira mão, no Estádio da Luz, venceu por 2-1.

“Sabemos que o Benfica pode marcar e que vai procurar fazer golos, mesmo em vantagem. A qualidade individual e coletiva dos jogadores do Benfica é grande e não é fácil jogar contra eles. São muito fortes nas transições”, considerou o treinador de 54 anos.

Na mesma conferência de imprensa, o médio Mario Götze rejeitou que o PSV Eindhoven seja favorito e explicou que a eliminatória vai ser decidida “nos detalhes”.

“No primeiro jogo, o Benfica fez um bom trabalho, ganhou e foi bom para eles. Têm muita experiência a jogar com cinco defesas. Temos de estar preparados para tudo. É uma equipa que tem muita qualidade. Vamos ver amanhã [na terça-feira]. Jogamos em casa, estamos confiantes, mas sabemos que em Lisboa foi um jogo difícil. Tudo se resolverá nos detalhes”, disse o jogador de 29 anos, campeão mundial pela Alemanha em 2014.

O encontro está agendado para as 21:00 (20:00 horas de Lisboa) e vai ser arbitrado pelo esloveno Slavko Vincic.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.