“Estou confiante, mas (…) se não conseguirmos um bom negócio, não assinarei um acordo”, afirmou hoje o Presidente dos EUA, antes de partir para o Estado do Alabama, onde vai visitar vítimas de tornados.

Nas últimas semanas, Donald Trump tinha dito que as negociações com a China decorriam “em muito bom clima” e que a guerra comercial entre os dois países deveria ficar resolvida “em breve”.

Em fevereiro, o Presidente norte-americano adiou mesmo o ‘deadline’ de 2 de março, a partir da qual os EUA aumentariam a taxa de importação de 10% para 25% em cerca de 200 mil milhões de produtos oriundos da China, como sinal de boa fé nas negociações.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.