Fonte da UEFA lembrou à agência EFE que os clubes estão em permanente monitorização e garantiu que a transferência, a confirmar-se, será analisada de “forma a garantir que o emblema parisiense respeite as determinações do ‘fair play’ financeiro”.

“O impacto desta operação não pode ser julgado por antecedência, sobretudo porque o PSG pode vender alguns jogadores por verbas significativas”, referiu a mesma fonte.

Desta forma, a UEFA só poderá “fazer cálculos no final para confirmar se foram cumpridas as regras do ‘fair play’ financeiro”.

Hoje, a liga espanhola de futebol recusou o depósito de 222 milhões de euros referente à transferência do brasileiro Neymar do FC Barcelona para o Paris Saint-Germain.

Quatro representantes de Neymar, entre eles um advogado especialista em direito desportivo, estiveram na sede do organismo, em Madrid, para depositar o valor da cláusula de rescisão de contrato de Neymar com o ‘Barça’, mas esbarraram na ‘nega’ dos responsáveis do organismo.

No último domingo, o presidente da liga espanhola de futebol, Javier Tebas, disse que apresentaria queixa à UEFA se o Paris Saint-Germain avançasse para a contratação de Neymar, por desrespeitar as regras do ‘fair play’ financeiro.

Na quarta-feira, o empresário do futebolista brasileiro Neymar Wagner Ribeiro confirmou que o Paris Saint-Germain pagaria os 222 milhões de euros da cláusula de rescisão.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.