Em encontro da segunda jornada do Grupo H, a equipa lusa, que tinha perdido em casa com o Maccabi Haifa (0-1), ficou a jogar contra 10 aos 35 minutos, por expulsão do guarda-redes Simone Sacaglia, mas a ‘velha senhora’ logrou, ainda assim, pontuar.

Os ‘encarnados’ ainda se adiantaram, aos 62 minutos, com um ‘tiraço’ de fora da área de Luís Semedo, que já havia marcado no encontro das meias-finais da época passada entre as duas equipas (4-3 nos penáltis, após 2-2), mas deixaram-se empatar.

Já aos 90+3 minutos, a Juventus beneficiou de um penálti, por falta de Tiago Coser sobre Maressa, e André Gomes, o ‘herói’ nos penáltis da época passada, defendeu o remate de Dean Huijsen, só que, na recarga, Samuel Mbangula, mais rápido, faturou.

Nos instantes finais, aos 90+5 minutos, o Benfica ainda conseguiu introduzir pela segunda vez a bola na baliza da ‘Juve’, por intermédio de Coser, como que a redimir-se do penálti cometido, mas o árbitro anulou o lance. Polémica a acabar.

Apesar de poder queixar-se desta decisão, o conjunto de Luís Araújo tem de lamentar-se sobretudo de si, por não ter conseguido tirar partido da superioridade numérica de que beneficiou após os 35 minutos, quando Sacaglia derrubou José Marques.

Até aí, o Benfica tinha tido duas boas ocasiões, em remates de José Marques (três minutos) e Cher Ndour (28), tal como a Juventus, por intermédio de Galante (23) e Nicolo Turco, com um cabeceamento ao poste esquerdo (34).

Contra 10, os ‘encarnados’ poderiam ter marcado por Diego Moreira (38, 44 e 58 minutos) e José Marques (48), mas só o conseguiram aos 62, num grande remate de fora da área de Luís Semedo, que entrou no ângulo superior esquerdo.

Em vantagem, o Benfica desacelerou e a Juventus assumiu o comando do jogo e quase empatou aos 86 minutos, por Tommaso Mancini, valendo André Gomes.

Logo a seguir, aos 87 minutos, os ‘encarnados’ tiveram a melhor ocasião de todo o encontro, mas o suplente Franculino Dju, que correu isolado desde o seu meio-campo, adiantou a bola e nem conseguir rematar.

Nos descontos, a Juventus acabou por chegar à igualdade e somar o primeiro ponto, num Grupo H liderado, com seis, pelo Paris Saint-Germain, que goleou (5-0) fora o Maccabi Haifa, depois de se ter estreado com um 5-3 caseiro à Juventus.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.