Bottas, que venceu a segunda corrida da carreira, aguentou a pressão final do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que terminou em segundo lugar, com o pódio a ser completado pelo australiano Daniel Ricciardo (Red Bull). O piloto da Mercedes revelou acreditar na possibilidade de se tornar campeão de Fórmula 1 na presente temporada

"Eu acredito e a equipa acredita. Ainda nem estamos a meio da temporada", afirmou.

O finlandês segue em terceiro lugar no campeonato, com 136 pontos, menos 15 do que o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) e a 35 do líder, o alemão Sebastian Vettel (Ferrari). De resto, Bottas reconheceu que enfrentou dificuldades nas últimas voltas ao circuito Red Bull Ring, em Spielberg, tendo vencido com uma vantagem de apenas 0.6 segundos para Vettel.

“Ele [Vettel] estava a aproximar-se. Eu tinha uma bolha enorme no pneu esquerdo traseiro, estava a perder cada vez mais estabilidade na traseira. Fiquei muito aliviado por a corrida ter terminado naquela volta”, admitiu o finlandês, após a vitória na nona prova do Mundial de Fórmula 1.

Vettel mostrou-se, por seu turno, frustrado por não ter alcançado a vitória na prova austríaca.

“Recebi a informação de que ele [Bottas] estava em dificuldades e pressionei. Estava com um ritmo muito bom. Penso que mais uma volta e teria conseguido ultrapassá-lo. Queria muito vencer, por isso não estou inteiramente satisfeito”, disse.

O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) terminou em terceiro, depois de aguentar a pressão do britânico Lewis Hamilton (Mercedes).

No Mundial, Vettel soma agora 171 pontos, mais 20 do que o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que terminou hoje na quarta posição. A próxima prova do Mundial, o Grande Prémio da Grã-Bretanha, está marcado para 16 de julho.

[Notícia atualizada às 18:27]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.