O Luna Rossa Prada Pirelli Team será o challenger na 36.ª edição da America’s Cup, a mais prestigiada competição de vela a nível mundial. O duelo com a Emirates Team New Zealand (defender) começa dia 6 de março, em Auckland, Nova Zelândia.

Para chegar à ambicionada final, o Luna Rossa venceu, num total de 7-1, os ingleses da Ineos Team UK, de Sir Ben Ainslie, na final da Prada Cup. Uma vitória regada com G.H. Mumm Champagne.

A competição durou um mês, em Auckland, na baía de Waitemata, e envolveu os desafiadores, Luna Rossa, Ineos e os americanos do New York Yacht Club American Magic (USA), veleiro liderado por Terry Hutchinson e Dean Barker. Os italianos de Francesco Bruni e do australiano Jimmy Spithill venceram 11 das 12 regatas nas challenge finals.

Pela segunda vez, em seis tentativas, o Luna Rossa Prada Pirelli inscreve o nome na exclusiva lista de 36 embarcações, em 170 anos de competição. Tal como há 20 anos, o desafiado, Emirates Team New Zealand enfrenta o Luna Rossa Prada Pirelli, na Hauraki Gulf, para decidir quem ergue o mais antigo e difícil troféu do desporto a nível internacional e o mais premiado na vela.

No historial dos duelos entre italianos e kiwis, em Auckland, na final da America´s Cup e em 2007, em Valência, então para saber quem dava o passo para ser o desafiador (com Spithill, presente), a vantagem mora nos mares do Sul: 5-0 para o Team New Zeland.

Nas duas últimas edições (2013 e 2017) a competição foi disputada entre neozelandeses e norte-americanos, com uma vitória para cada uma das embarcações.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.