“Tentámos manter Hamilton sempre sob pressão para o impedir de ‘descolar’. Foi por isso que acabou por fazer uma condução defensiva e que parou mais cedo nas boxes. Arriscou ficar ‘parado’ no trânsito e isso funcionou para nós. Não teve sorte, mas fomos também nós que o ‘empurrámos’ para as boxes”, comentou o tetracampeão mundial após a primeira prova do campeonato deste ano.

Para além de ter sido “uma grande dia para a Ferrari”, Vettel considerou também que este triunfo “premiou o trabalho muito duro [da escuderia] na pista e na fábrica”.

“Tem sido uma grande atmosfera, com um enorme espírito coletivo. É muito bom sentir esse estado de espírito, que nos motiva a fazer sempre algo mais. Mas este é apenas o começou”, considerou o germânico, campeão mundial em 2010, 2011, 2012 e 2013.

Por seu turno, Hamilton, atual vice-campeão mundial, garantiu estar “pronto para a batalha”, antevendo um campeonato “muito disputado”.

“Hoje, algumas coisas não funcionaram bem, mas vou trabalhar para mudar isso já na próxima corrida. Fomos rápidos o suficiente para vencer, mas infelizmente o tráfego mudou o resultado”, lamentou Hamilton.

A próxima prova do Mundial, o Grande Prémio da China, está marcado para 09 de abril, no circuito internacional de Xangai.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.