Marinha Grande regressa ao traçada da Volta a Portugal, após 29 anos de ausência, enquanto Santo António dos Cavaleiros se estreia, com uma meta a coincidir com uma contagem de montanha de quarta categoria.

A etapa terá duas contagens de montanha, uma em Salemas, aos 155,2 quilómetros, de terceira categoria, e a da meta, depois de três metas volantes na primeira fase da prova (Caldas da Rainha, Torres Vedras e Lousa).

A aproximação à meta terá uma média de 7% de inclinação nos últimos 1.400 metros, podendo colocar à prova o pelotão e a camisola amarela de Caldeira

Depois de uma primeira etapa sem alterações nos primeiros lugares da geral, Caldeira mantém-se de amarelo, com o mesmo tempo do suíço Gian Friesecke (SRA) e do espanhol Gustavo Veloso, seu colega de equipa, segundo e terceiro, respetivamente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.