“O condutor do carro n.º 24 (Zhou) foi declarado apto e libertado do centro médico”, anunciou a Federação Internacional do Automóvel (FIA), na rede social Twitter, pouco depois de ter dado conta da avaliação dos envolvidos nos incidentes ocorridos no arranque da prova britânica, que levaram à bandeira vermelha.

Alexander Albon (Williams) foi transportado de helicóptero para o hospital de Coventry, para avaliação preventiva, depois de a FIA ter revelado que os dois pilotos não tinham lesões graves.

O carro de Zhou foi ‘varrido’ pelo monolugar de George Russell (Mercedes), depois de um toque no de Pierre Gasly (Alpha Tauri), capotando e derrapando de forma invertida até embater na barreira que separa a pista da bancada, levando à mostragem da bandeira vermelha.

Ligeiramente atrás, Albon sofreu toques do francês Esteban Ocon (Alpine) e do japonês Yuki Tsunoda (Alpha Tauri).

A corrida esteve interrompida durante praticamente uma hora, tendo sido reatada, com o neerlandês Max Verstappen (Red Bull) no primeiro lugar, depois de ter ultrapassado o espanhol Carlos Sainz (Ferrari), que tinha partido pela primeira vez da ‘pole position’.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.