"A produção total de cereais na América Latina e no Caribe em 2019 está prevista em 276,5 milhões de toneladas, 14% acima da média dos últimos cinco anos", indicou o último relatório da FAO divulgado através da sua delegação no Chile.

O resultado é baseado na produção "recorde" de milho na América do Sul, que atingirá 169,5 milhões, 26% acima da média dos últimos cinco anos, e do trigo que deve ser de 28,2 milhões de toneladas, semelhante ao nível recorde do ano passado, de acordo com o documento.

A FAO estima que o Brasil e a Argentina serão os países com maior produção de milho, com 100 milhões e 57 milhões de toneladas, respectivamente.

"As exportações recordes de milho da Argentina e do Brasil aumentam as previsões de comércio em 2019/2020", afirmou a agência da ONU.

A previsão para o total das exportações de cereais na América do Sul no período 2019/2020 é de 95,8 milhões de toneladas, um recorde 40% acima da média, com o milho representando cerca de 80% desse volume.

Por outro lado, na América Central e no Caribe, estima-se que a produção total de cereais fique abaixo da média dos últimos  cinco anos "principalmente por conta da pouca chuva no período, que afetou negativamente as plantações de milho na maioria dos países", informou a FAO.

O México concentra a maior produção de trigo nessa região, com 3,3 milhões de toneladas e 85% da produção sub-regional total de milho (29,8 milhões de toneladas).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.