No âmbito da fase 1 do chamado “instrumento PME” do programa Horizonte 2020 – o maior programa de investigação e inovação da UE -, a Agência de Execução para as Pequenas e Médias Empresas recebeu 1.938 propostas de projetos de 40 países, tendo selecionado um total de 189 empresas inovadoras de 24 países para um financiamento total de 9,1 milhões de euros, revelou hoje a Comissão Europeia.

Entre as PME escolhidas encontram-se 12 portuguesas — de Aveiro, Borba, Cantanhede, Coimbra, Lisboa, Porto, Torres Vedras e Rio Caldo — que receberão no total 600 mil euros, para financiar estudos de viabilidade de novos produtos disruptivos no mercado, podendo igualmente beneficiar de orientação empresarial («coaching»).

Apontando que Instrumento PME “financia projetos mais pequenos, mais inovadores e mais arriscados”, o comissário para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, comentou que se trata por isso de “um instrumento altamente competitivo, em que as empresas portuguesas têm que competir com as melhores empresas da Europa”.

“Com estes resultados, são agora 49 as PME portuguesas a beneficiarem deste instrumento específico para as PME (fase 1) ao abrigo do Horizonte 2020 num montante de 2,3 milhões de euros, o que demonstra a capacidade inovadora do tecido empresarial português”, sublinhou o comissário português.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.