Contactada pela Lusa, no âmbito das mudanças que estão a decorrer na TVI, fonte oficial da Cofina disse que a empresa de Paulo Fernandes mantém o interesse na compra da Media Capital.

“A Cofina nunca deixou de estar interessada na aquisição da Media Capital”, afirmou a mesma fonte.

“Nos contactos que manteve sempre deixou claro que os valores de aquisição deveriam ser ajustados, quer à realidade da empresa, quer ao contexto que atravessamos”, concluiu fonte oficial.

Em março, quando o mercado dava praticamente como certa a compra da Media Capital pela dona do Correio da Manhã, o anúncio da desistência — em 11 de março e em vésperas de estado de emergência — apanhou a maioria de surpresa, incluindo o empresário Mário Ferreira, que tinha sido desafiado pelo presidente da Cofina, Paulo Fernandes, a envolver-se no negócio.

A operação de aumento de capital da Cofina, de 85 milhões de euros, ficou aquém do objetivo por cerca de três milhões de euros.

Entretanto, em 14 de maio, Mário Ferreira torna-se acionista da dona da TVI, ao comprar 30,22% da Media Capital, através da Pluris Investments, numa operação realizada por meio da transferência em bloco das ações por 10,5 milhões de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.