O resultado líquido dos CTT caiu 56,1% em 2017, face ao ano anterior, para 27,3 milhões de euros, sendo que o tráfego de correio endereçado caiu 5,6%.

"Temos uma perspetiva de uma ligeira subida nas receitas e um EBITDA [resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações] para o ano completo. Dependendo do que vier a acontecer na queda do correio e também no tema dos produtos financeiros", são esperados "números semelhantes àqueles que atingimos em 2017", disse o presidente executivo, Francisco de Lacerda, aos jornalistas, à margem da conferência de imprensa de apresentação dos resultados anuais.

"Desde 1 de janeiro de 2018 houve um aumento de três pontos de acesso nos CTT: houve uma redução de 20 lojas" e "um aumento de 23 postos de correio", explicou Francisco de Lacerda, que afirmou que eventuais encerramentos serão analisados em cada momento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.