Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa liderada por João Bento adianta que o resultado líquido de 17,2 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano foi “impulsionado principalmente pelo crescimento no EBIT [resultado operacional] recorrente”.

Os CTT salientam ainda que “o resultado líquido do primeiro semestre de 2021 inclui efeitos não recorrentes no montante de 2,3 milhões de euros”.

Entre janeiro e junho, os rendimentos operacionais cresceram 18,2% para 412,8 milhões de euros, “mais 63,6 milhões de euros do que no primeiro semestre de 2020, acelerando uma tendência de crescimento iniciada no terceiro trimestre de 2020 (+0,3%)”, com “o desempenho notável do negócio de Expresso e Encomendas a crescer 40,7 milhões de euros (+47,8%), seguido do Correio e Outros, Banco CTT e dos Serviços Financeiros e Retalho, lê-se no documento.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) ascendeu a 57,3 milhões de euros, uma subida de 60,6%.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.