Segundo o Banco de Portugal (BdP), a descida registada face a setembro “refletiu o decréscimo dos títulos de dívida (-9.100 milhões de euros), principalmente por via da amortização de uma obrigação do Tesouro, originalmente emitida em junho de 2008”.

O decréscimo da dívida pública foi acompanhado por uma redução dos ativos em depósitos das administrações públicas de 10.900 milhões de euros, pelo que, deduzida desses depósitos, a dívida pública aumentou 1.400 milhões de euros, para 252.600 milhões de euros.

Em termos homólogos, face a outubro de 2022, a dívida pública diminuiu 3.020 milhões de euros.

No terceiro trimestre deste ano, a dívida pública na ótica de Maastricht recuou para 107,5% do Produto Interno Bruto (PIB), menos 2,6 pontos percentuais do que no trimestre anterior, divulgou o BdP a 2 de novembro passado.

Em setembro de 2023, a dívida pública totalizava 279.926 milhões de euros, menos 531 milhões de euros do que em agosto, mas 231 milhões de euros acima de setembro do ano passado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.