O desemprego caiu em 615.900 pessoas ao longo dos últimos 12 meses, o maior corte desde meados de 2017, tendo fechado o ano com 3,1 milhões de desempregados e reduzir a taxa de desemprego para 13,33%.

Por outro lado, o mercado de trabalho criou 840.700 empregos durante 2021, o maior aumento registado desde 2005 e um número que eleva o número total de pessoas empregadas em Espanha a quase 20,2 milhões, o nível mais elevado dos últimos 13 anos.

Este aumento do emprego, que ultrapassou o declínio do desemprego, foi possível graças ao aumento da força de trabalho, com 224.700 pessoas a saírem da qualidade de inativos durante 2021, deixando a taxa de atividade em 58,65 % da população total.

A queda do desemprego em 2021 representa um regresso a esta tendência depois da crise desencadeada pela pandemia de covid-19, que na altura levou a um aumento do desemprego em 2020 em quase 528.000 pessoas.

No caso do emprego, a tendência ascendente também é retomada após um ano de 2020 em que foram destruídos 622.000 postos de trabalho.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.