“O IGCP, E.P.E. vai realizar no próximo dia 21 de abril pelas 10:30 horas dois leilões das linhas de BT com maturidades em 16 de julho de 2021 e 18 de março de 2022, com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros”, lê-se num comunicado divulgado em 16 de abril.

A entidade já tem previsto mais dois leilões, um no dia 19 de maio, para entre 1.500 milhões de euros e 1.750 milhões de euros e outro no dia 16 de junho, com um montante previsto entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros, de acordo com informação no ‘site’ do IGCP.

Em 07 de abril, Portugal colocou 4.000 milhões de euros numa emissão sindicada a dez anos com uma taxa de 0,3%, a “mais baixa de sempre” para uma operação deste género, adiantou o IGCP, em comunicado, nesse dia.

Na mesma nota, o IGCP disse que a República Portuguesa “regressou ao mercado de dívida de médio e longo prazo com uma emissão sindicada de quatro mil milhões de euros do novo ’benchmark’ a 10 anos” e uma taxa do cupão de 0,3% “com maturidade a 17 de outubro de 2031″.

“Esta é a segunda operação sindicada emitida pela República Portuguesa este ano, depois do lançamento bem-sucedido de 3.000 milhões de euros” a 30 anos, em fevereiro, recordou a entidade liderada por Cristina Casalinho.

A nova emissão com maturidade a 17 de outubro de 2031 registou “o cupão mais baixo de sempre” para uma operação deste género, disse o IGCP.

A procura foi de 32 mil milhões de euros, disse o IGCP, bem acima dos 4.000 milhões de euros que foram colocados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.