Graças à declaração surpresa do BCE, Portugal, Espanha e Itália são os países que mais têm beneficiado com a queda das taxas de juro, de acordo com o Jornal de Negócios.

Além disso, a decisão do BCE em gastar 80 mil milhões de euros mensais na compra de ativos, em vez dos 60 mil milhões de euros atuais, já está a ter impacto nos mercados, apesar de não se saber o prazo deste programa.

Depois do anúncio, a taxa a 10 anos de Portugal, que já estava em queda desde o início da manhã, cai 14,6 pontos base para 3,014%, tendo chegado a cair um máximo de 17,1 para 2,99%, valor mínimo desde 5 de fevereiro.

Espanha também regista a mesma tendência de queda com o recuo de 12,4 pontos para 1,44%. Itália tem uma perda de 11,1 pontos ao recuar para 1,299%.

Por outro lado, os juros da dívida da Alemanha registaram uma queda menos expressiva, de 1,9% para 0,22%. No entanto, estes valores aproximam-se do nível mais baixo de sempre da dívida soberana deste país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.