“Quando se fazem os debates orçamentais com este Governo, estamos a fazer um debate de ficção, todos os valores apresentados, quer para o investimento público quer para a despesa, não correspondem à realidade porque posteriormente o Governo, através do Ministério das Finanças, resolve fazer cativações recorde”, criticou o deputado do PSD Duarte Pacheco, em declarações à Lusa.

O Diário de Notícias contabilizou hoje as cativações feitas pelo atual Governo, concluindo que o executivo socialista congelou mais despesa em três anos – 2.000 milhões - do que o anterior Governo PSD/CDS em toda a legislatura – 1.950 milhões.

O coordenador social-democrata na Comissão de Orçamento e Finanças frisou que, “se nos tempos da ‘troika’ as cativações foram necessárias”, este Governo recorreu mais e vai continuar a recorrer a este instrumento, num cenário económico-financeiro de normalidade.

“No próximo ano, vai repetir-se a mesma coisa, logo está falseada a discussão orçamental. O Governo anuncia mais milhões para aqui e mais milhões para acolá, mas nem sequer tem intenção de concretizar aquilo que anuncia”, lamentou Duarte Pacheco.

Salientando que o PSD tem denunciado repetidamente esta prática, Duarte Pacheco disse esperar que o ministro das Finanças esclareça até ao final do debate orçamental “onde vai fazer as cativações” em 2019.

“Ele sabe, mas recusa dizer onde. O debate orçamental que se vai iniciar na próxima segunda-feira voltará a estar marcado por estas perguntas, pode ser que até ao final do debate, pelo menos uma vez, o ministro consiga dar uma resposta a esta pergunta”, desafiou.

Caso contrário, acusou, o Governo “está a enganar os portugueses, o parlamento e até os parceiros de coligação que o apoiam”.

Na sexta-feira, Mário Centeno afirmou no parlamento que as cativações atingiram um valor próximo de 500 milhões de euros em 2018, remetendo para "os próximos dias" o montante referente ao 2019.

O governante respondia aos deputados dos vários partidos que o questionaram sobre o valor das cativações, depois de Duarte Pacheco lhe ter atribuído o "cognome" de “Mário, o cativador”.

O debate na especialidade do Orçamento do Estado para o próximo ano começará na próxima segunda-feira e a votação final global do documento está marcada para 29 de novembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.