Os pilotos da companhia irlandesa adotaram a decisão na segunda-feira e o Impact fixou hoje a data para a sua concretização. Os pilotos querem o reconhecimento de uma instância única de representação do pessoal no plano europeu, o que tem sido recusado pela administração da Ryanair.

Os pilotos que votaram a favor da greve “entregaram um pré-aviso de greve de um dia para 20 de dezembro”, indicou o Impact.

“Os pilotos com contratos na Irlanda, maioritariamente comandantes, não vão trabalhar. Esta ação vai provocar perturbações e terá custos significativos para a companhia”, afirmou o sindicato.

Os pilotos da Ryanair em Itália anunciaram também uma paralisação de quatro horas para a próxima sexta-feira, dia 15, e os pilotos da companhia com base na Alemanha afirmaram que podem igualmente aderir ao movimento grevista.

Em 30 anos de existência, a companhia nunca tinha enfrentado um movimento social dos pilotos como este, depois do cancelamento de milhares de voos nos últimos meses.

“O conflito tem como único objetivo a criação de uma instância de representação dos pilotos da empresa. O modelo de negociação da administração está esgotado”, afirmou Ashley Connolly, dirigente do sindicato, lembrando o transtorno causado a dezenas de milhares de passageiros cujos voos foram anulados este ano “porque a empresa e o seu modelo social não têm capacidade para manter ou atrair pilotos”.

A Ryanair, primeira companhia europeia em termos de passageiros transportados, não reconhece nenhum sindicato e quer negociar com os pilotos apenas no seio de comités locais de representação do pessoal.

Recentemente, a companhia teve de cancelar 20 mil voos previstos entre meados de setembro e março do próximo ano. A empresa justificou estes cancelamentos com problemas no planeamento de férias, mas vários pilotos indicaram à AFP que, com o agravamento das relações com a administração, muitos profissionais saíram para outras companhias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.