Num comunicado, o IGCP, que gere a dívida pública, anunciou hoje que as Obrigações do Tesouro a serem leiloadas na quarta-feira têm maturidades em 17 de outubro de 2028 (cerca de oito anos) e em 15 de abril de 2037 (cerca de 17 anos).

Nos últimos leilões de OT, em 09 de setembro, Portugal colocou 1.211 milhões de euros, abaixo do máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro a 10 e 25 anos, a juros mais baixos.

Naquela data foram colocados 964 milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade em 18 de outubro de 2030 (OT 0,475% 18out2030) – cerca de 10 anos – à taxa de juro de 0,329%, inferior à registada em 26 de agosto, de 0,336%, quando foram colocados 800 milhões de euros.

A procura cifrou-se em 2.110 milhões de euros, 2,19 vezes o montante colocado.

Com maturidade em 15 de fevereiro de 2045 (OT 4,1% 15fev2045) – cerca de 25 anos -, Portugal colocou 247 milhões de euros à taxa de juro de 1,045%, inferior à registada no anterior leilão comparável, em 10 de julho de 2019, quando foram colocados 270 milhões de euros em OT à taxa de juro de 1,426%.

A procura atingiu cerca de 842 milhões de euros, 3,41 vezes o montante colocado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.