Em janeiro deste ano, João Lourenço retirou a gestão do Fundo Soberano de Angola (FSDEA), que gere ativos do Estado de 5.000 milhões de dólares (4.250 milhões de euros), a José Filomeno dos Santos, filho do ex-Presidente da República, lançando desde logo a dúvida sobre a herança dos últimos seis anos.

“O que sabemos é que temos menos do que esse valor inicial e mesmo assim temos uma ideia de onde é que esses recursos estão: nas Maurícias, em Inglaterra, noutros cantos do planeta e estamos neste momento num processo de reaver esses mesmos recursos”, afirmou entretanto João Lourenço.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.