Sou a favor do acolhimento de refugiados em Portugal e na Europa. Talvez seja de facto arrogante da minha parte achar que temos o dever cívico e moral de ajudar outros seres humanos que fogem da fome e da guerra provocadas em grande parte pelo mundo ocidental.

Sou assumidamente feminista. Provavelmente, é grande e rude soberba minha, ainda mais enquanto homem branco a abarrotar de privilégios no mundo, achar tão fundamental como natural que a homens e mulheres lhes seja reconhecida a igualdade de direitos e capacidades.

Sou um heterossexual que advoga publica e veementemente a liberdade sexual individual, e que defende que a normalidade da heterossexualidade é tão normal como da homo, bi, trans, pan ou de outra qualquer sexualidade. É possível que seja realmente pretensioso da minha parte não querer aceitar que a normalidade definida por costumes religiosos obsoletos, ainda seja tão vincada no mundo e cause infelicidade, rejeição e sofrimento físico e psicológico a tanta gente.

Juntando a isto tudo, ainda tenho o desplante de achar que a cor da pele é completamente irrelevante, de achar que espetar ferros em touros não é um espectáculo é tortura, que ser muçulmano não é ser terrorista, assim como ser católico não é ser pedófilo, ou que o nacionalismo é a mais bacoca expressão de egoísmo e pequenez.

No fundo, no fundo, se calhar sou só uma grande demagogo por achar que toda a gente no mundo merece à nascença os mesmos direitos humanos fundamentais.

Se quem não vê a existência da mesma maneira acha que eu me creio moralmente superior, então que seja. Sê-lo-ei para sempre com muito orgulho.

Sugestões mais ou menos culturais que, no caso de não valerem a pena, vos permitem vir insultar-me e cobrar-me uma jola:

- Lugar Estranho: Ainda há bilhetes para Braga (28), Porto (1) e Viseu (22). Bora.

- Os Cães Ladram Facas: Antologia poética de Charles Bukowski.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.