Em comunicado, a Anacom adianta ter recebido “cerca de 500 contributos” no âmbito da consulta pública do projeto de regulamento do leilão para a atribuição de direitos de utilização de frequências para a quinta geração móvel (5G) e outras faixas relevantes (700 MHz, 900 MHz, 1800 MHz, 2,1 GHz, 2,6 GHz e 3,6 GHz), que terminou na passada sexta-feira.

Segundo refere, participaram no processo “organismos governamentais, os dois governos regionais, reguladores, instituições públicas, autarquias locais, prestadores de serviços de comunicações eletrónicas, fabricantes e o público em geral”.

“Estando concluída esta fase do procedimento, a Anacom considera oportuno atualizar o calendário indicativo para a realização do leilão, em face do impacto da suspensão do procedimento de consulta pública entre março e junho devido à crise pandémica, substituindo-se o calendário que tinha sido publicado em dezembro de 2019”, lê-se no comunicado do regulador.

As novas datas agora anunciadas apontam que a aprovação do projeto de regulamento ocorra em setembro de 2020, decorrendo depois o leilão entre os meses de outubro e dezembro e estando a conclusão dos procedimentos de atribuição dos direitos de utilização de frequências prevista para janeiro/fevereiro de 2021 (no calendário anterior estava agendada para o início do segundo semestre de 2020).

No passado dia 09 de junho, o presidente da Anacom, João Cadete de Matos, afirmou na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas que "mal seria" se o leilão de atribuição das frequências de 5G "não fosse este ano".

"Temos um atraso com a pandemia de cerca de três meses, portanto, há de ser com certeza este ano o leilão, a não ser que houvesse uma situação absolutamente anómala, que não antecipamos, e que não desejamos e não esperamos", reiterou o presidente da entidade reguladora.

"De qualquer forma, logo que tenhamos concluído o acerto da migração da TDT - e esperamos fazer isso nos próximos dias -, depois de ter tido a confirmação do Governo de que concorda com o calendário que está neste momento sobre a mesa, que nos foi proposto pela Altice", haverá já uma ideia das etapas do processo, disse na altura.

De acordo com o calendário da Altice proposto à Anacom, a retoma do processo de migração da faixa 700 MHz da Televisão Digital Terrestre (TDT), essencial para o arranque do 5G, acontecerá em agosto e prosseguirá até novembro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.