O pavilhão no coração da baixa de Los Angeles que alberga os Lakers e os Clippers da NBA, os Kings da NHL e as Sparks da WNBA, vai mudar de nome após 22 anos, anunciou esta terça-feira a AEG, dona do espaço. O Staples Center, a partir do dia de Natal, vai passar a ser a Crypto.com Arena.

Esta mudança acontece porque a Crypto.com vai pagar uns alegados 700 milhões de dólares nos próximos vinte anos. Apesar de este valor estar a ser reportado em vários meios norte-americanos, de acordo com a ESPN, até ao momento, ambas as partes — a AEG e crypto.com — ainda não anunciaram publicamente os contornos financeiros daquele que se acredita ser o maior negócio de direitos de naming na história do desporto.

Com capacidade para 20.000 lugares, o pavilhão multiusos é conhecido por Staples Center desde a sua abertura em outubro de 1999. Mas nem só de desporto se fez o espetáculo nesta casa. A arena em causa já recebeu 19 cerimónias de entrega de prémios Grammy e inúmeros concertos, atuações e eventos públicos de renomeada, incluindo os eventos realizados em memória de Michael Jackson, Nipsey Hussle ou Kobe Bryant.

A nova designação terá honras de baptismo quando os Lakers, de LeBron James, receberem os Brooklyn Nets, de Kevin Durant, num dos dias mais populares da temporada regular da NBA, o jogo do dia de Natal.

Mundo crypto entra no Planeta NBA

A Crypto.com é uma plataforma (corretora) de negociação de criptomoedas sediada na Singapura. Fundada em 2016, parece estar disposta a esbanjar grandes somas de dinheiro para criar laços em vários espetros do mundo desportivo. No último ano fechou contratos para patrocinar a Fórmula 1, a UFC, a Serie A italiana, o PSG, a equipa de NHL Montreal Canadiens — sem esquecer que o seu logotipo já figura no equipamento dos Philadelphia 76ers, equipa da NBA.

A confirmar-se que o acordo entre a Crypto.com e a proprietária AEG se fez pelos reportados 700 milhões de dólares (616 milhões de euros), este negócio assombra (e de que maneira) o alcançado pela FTX (outra plataforma de negociação de criptomoedas) em maio quando esta pagou "apenas" 135 milhões de dólares (119 milhões de euros) para obter os direitos do naming do pavilhão de outra equipa de NBA, os Miami Heat.

No entanto, não se pense que estas duas incursões foram as únicas pela NBA. Ainda no mês passado, a norte-americana Coinbase (é a "carteira" de Bitcoin mais popular do mundo e outra plataforma para comprar e vender criptomoedas) fez um acordo com a NBA, WNBA, ligas afiliadas e a federação dos Estados Unidos para ter uma "presença de marca" em todos os pavilhões. Em suma, como explica o decrypt.co, parece que os fãs de basquetebol se vão ter que habituar aos anúncios das empresas de cryptocurrency (e ao ator Matt Damon).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt