O presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, advertiu hoje a rede Facebook e Google para o combate às notícias falsas e avisou que vai acompanhar as medidas anunciadas pelas gigantes tecnológicas para travarem a propagação dessas notícias.

“Facebook e Google devem desenvolver, no seu próprio interesse, sistemas para combater este tipo de informações falsas, uma vez que a credibilidade deveria ser o seu maior capital”, disse o presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, numa entrevista a um título do grupo alemão Funke.

Lembrando que “liberdade também significa responsabilidade”, Junker reagiu à recente polémica sobre a influência na vitória de Donald Trump da proliferação de notícias falsas nas redes sociais.

A notícia surge num momento em que existiu um mal entendido no Twitter entre Paquistão e Israel, quando o ministro de Defesa paquistanês Khawaja Asif relembrou a Tel Aviv que também tem existe naquele país poder nuclear, depois deste ter dado crédito a uma informação falsa que atribuía esta intenção ao ministro da Defesa de Israel.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.