Foi em 1945 que se começou a apertar o couro dos primeiros sapatos do projeto que se viria a tornar na marca Mariano Shoes. Correção: nos anos 40 ainda não se falava em "projetos" nem em "empreendedorismo". Mas já havia quem "empreendesse" e nascia a fábrica que ainda hoje se mantém no mesmo local, em São João da Madeira, zona com tradição no calçado em Portugal. À época, era uma pequena oficina onde se faziam trabalhos temporários. Hoje, é a herança de um negócio internacional que já tem quase 80 anos de história.

Quem faz estes sapatos? São "artesãos" e não "operários", mão-de-obra portuguesa e experiente. Na Mariano Shoes, todos os sapatos são feitos à mão, com um recurso mínimo a máquinas. E é por este motivo que "um par de sapatos nunca vai ser igual a outro, são únicos", conta a diretora executiva da marca. Fátima Oliveira dá o exemplo dos "patinados" (pintura das peles), que são "todos feitos à mão" e não "à pistola". De exemplo servem também as solas, já que a responsável pela Mariano Shoes garante: "não usamos solas pré-fabricadas". [Veja o processo de produção no vídeo do site oficial]

A atenção dada a cada par de sapatos tem um preço, e não é por acaso que esta é considerada uma marca de luxo. Sobre este tema, Fátima Oliveira destaca a qualidade, o conforto e a durabilidade dos sapatos que a marca produz. "Há pessoas que dizem que têm sapatos Mariano há dez anos e que eles estão irrepreensíveis", acrescenta.

É por isso que o objetivo da marca não é competir com produções massificadas. "Os nossos clientes sabem que ao comprar uns Mariano não os podem comparar com um produto massificado que vem da China e com outro tipo de componentes", afirma.

No início dos anos 2000, a marca era conhecida calçar políticos como Jorge Sampaio, antigo Presidente da República, mas as vendas vão além-fronteiras. A Mariano Shoes está presente em lojas multimarca em Portugal e em países europeus como Inglaterra ou Irlanda, além dos Estados Unidos e Canadá.

Em 2019, entrou como novo acionista do negócio Fernando Neves de Almeida, fundador da Neves de Almeida, uma empresa de formação e recursos humanos. Um dos objetivos passava então por relançar a Mariano Shoes no plano internacional, com destaque para as feiras francesas ou italianas. Mas a pandemia travou esta possibilidade e abriu caminho para uma presença mais sólida no online.

Em 2020, foi lançada a primeira coleção para mulher. Fátima Oliveira afirma que se percebeu que "as características apresentadas nos produtos para homem poderiam também ser estendidas para as mulheres" e que foi uma forma de a Mariano Shoes "se abrir ao mercado".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt