“Queremos construir as melhores plataformas para que milhões de criadores possam ganhar a vida”, começa por anunciar o fundador e CEO do Facebook numa mensagem divulgada na sua página de Facebook há cerca de quatro horas.

“Estamos a criar novos programas para investir mais de mil milhões de dólares (cerca de 845 milhões de euros) para premiar os criadores de conteúdos de excelência do Facebook e Instagram até 2022”, escreve o também proprietário da rede social Instagram.

A agência de notícias France Presse acrescenta que a ideia é que o Facebook consiga competir melhor com outras plataformas como o TikTok ou o YouTube.

“Investir em criadores não é novidade para nós, mas estou muito satisfeito em expandir esse trabalho ao longo do tempo”, lê-se ainda na mensagem, na qual promete “mais detalhes em breve”.

As redes sociais oferecem aos artistas, influenciadores e outras personalidades uma forma de ganhar a vida, graças aos anúncios veiculados nas suas contas, mas também à organização de eventos online pagos ou à remuneração paga por determinadas plataformas de acordo com a sua popularidade.

Essas empresas absorvem uma proporção significativa dessas receitas de publicidade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.