Foi numa filial da cadeia de supermercados alemã Edeka que tudo se passou. A loja esvaziou as prateleiras para passar uma mensagem. Quem entrasse no supermercado em Hamburgo, no norte da Alemanha, deparava-se com prateleiras sem caixas, bancadas sem frutas, corredores sem latas.

A loja decidiu retirar todos os produtos de origem estrangeira, para mostrar o quão dependentes os clientes estão do trabalho dos estrangeiros. No lugar dos produtos estavam cartazes com mensagens anti-xenofobia, explica o ‘Hamburg Abendblatt’.

Nas prateleiras eram visíveis várias mensagens, como “Esta prateleira é muito 'chata' sem diversidade” ou “É assim que uma prateleira fica tão vazia sem estrangeiros”.

Segundo o The Independent, uma porta-voz da empresa explicou o conceito. "Edeka significa variedade e diversidade. Vendemos, nas nossas lojas, produtos de várias zonas da Alemanha. Mas apenas em conjunto com produtos de outros países é que podemos criar variedade, que os nossos clientes apreciam. Estamos satisfeitos por a nossa campanha criar tantas reações positivas", referiu.

Esta campanha de publicidade é parte de um projeto maior que será transformado num vídeo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.