Já estamos no Instagram! Segue-nos em @vaisgostardisto, página que vamos utilizar para acompanhar o dia-a-dia do mundo na cultura pop. Subscreve a newsletter aqui para receberes as nossas sugestões diretamente no e-mail.


Um Halloween diferente

O Dia das Bruxas, celebrado mundialmente este sábado, costuma ser uma razão para ver um bom filme de terror que nos possa colocar no ambiente propício à celebração desta data. Contudo este já tem sido um ano com sustos suficientes, que ainda parecem longe de acabar, por isso, porque não ficar com algo mais light? O filme “On The Rocks”, que estreou esta semana na Apple TV+, pode ser a receita para um serão em que os lençóis para te mascarares de fantasma podem ser substituídos por uma mantinha para pores ao teu colo.

Nesta longa-metragem, Laura (Rashida Jones) é uma escritora a passar por um bloqueio criativo com duas filhas que lhe ocupam a maior parte do dia e tempo de escrita. Ao mesmo tempo, o seu marido lançou uma empresa recentemente, que o leva a viajar de um lado para o outro a toda a hora e a estar pouco tempo em casa. A falta de palavras escritas aliada à ausência do pai das suas filhas começa a criar em Laura uma desconfiança e uma insegurança que a levam a pensar que o marido poderá estar a ter um caso com uma colega de trabalho.

"Acho Que Vais Gostar Disto" é uma rubrica do SAPO24 em que sugerimos o que ver, ler e ouvir.

Para ter estas sugestões confortavelmente no e-mail, basta subscrever a rubrica em formato newsletter através deste link.

No meio da dúvida, volta-se para o seu pai Felix, protagonizado por Bill Murray, um famoso negociante de arte nos seus setentas, cuja idade já lhe dá certezas difíceis de alterar sobre aquilo que é a vida. Como mulherengo, depois de ouvir a filha, Felix tem poucas dúvidas de que o seu marido anda a ser infiel e começa a planear diferentes aventuras para que estes possam descobrir a verdade. Mas, mais do que querer confirmar a culpa do marido, o foco de Felix é aproveitar as suspeitas da filha para que ambos possam ter algum tempo de qualidade juntos enquanto fazem o trabalho de detetive, que inclui passeios por Nova Iorque num Alfa Romeo clássico, viagens internacionais e refeições nos melhores restaurantes.

Enquanto Laura está constantemente preocupada, o seu pai parece em muitos momentos estar a gostar demasiado da situação, como demonstram os assobios cantarolados que insiste em ir fazendo (e que Laura revela que deixou de conseguir fazer quando foi mãe). “On The Rocks” é uma espécie de comédia que acaba por ter mais camadas do que um simples filme de conforto de uma hora e meia para ver num sábado à noite. A química entre Jones e Murray permite que tenhamos uma relação pai-filha genuína e que o filme se torne mais sobre a sua relação e menos sobre os fantasmas de Laura, o que é engraçado dada a experiência de Bill Murray a apanhá-los (em Ghostbusters, mas eu prometi que não íamos falar de fantasmas hoje).

  • Perto do coração: o filme é realizado por Sofia Coppola, filha do lendário realizador Francis Ford Coppola (“Padrinho”, “Apocalypse”), cuja relação serviu muito de inspiração para o argumento do filme.
  • Não há duas sem três: este é o terceiro projeto de Bill Murray dirigido por Sofia Coppola, depois de “Lost in Translation” e “A Very Murray Christmas”.
On The Rocks On The Rocks
créditos: Rodrigo Mendes / MadreMedia

Aqui não se dizem barbaridades

Todos conhecemos a influência que o Império Romano teve na construção da civilização ocidental como a conhecemos hoje. Encontramos sinais da sua influência na forma como falamos, nos nossos costumes e em incontáveis monumentos espalhados um pouco por todo o mundo. Mas se há coisas que aprendemos com o “Gladiador” ou com a revolta do nosso Viriato é que em muitos casos eles não eram flor que se cheirasse.

“Bárbaros” é uma série alemã e o novo original da Netflix, que não demorou a tornar-se um sucesso na plataforma. Em 9 D.C, a Germânia (adivinha o nome atual da região) era uma região composta por diferentes tribos de bárbaros que eram obrigados a pagar uma espécie de imposto grande aos romanos para se poderem manter nas terras que eram naturalmente suas. Umas vezes o imposto ia na forma de matérias-primas, gado ou riqueza. Noutras ia mesmo na oferta de tributos, nomeadamente crianças, que eram levadas para Roma para serem educadas “da maneira certa”.

Foi este o caso de Ari e do seu irmão, que, muitos novos, foram levados da sua tribo para que a paz fosse mantida. Passados alguns anos, Ari não só tinha um novo nome - Arminius - como fazia parte do exército romano que patrulhava a região da sua antiga tribo. Quando a águia de ouro do seu batalhão (um artefacto ao qual davam grande importância) é roubada pelos seus amigos de infância, agora também adultos, Ari fica numa posição difícil em que terá de escolher entre ser leal a Roma ou ficar do lado da sua tribo. A sua decisão levará a uma guerra que ficou marcada na História.

  • A calma antes do caos: a série serve de antecipação à Batalha da Floresta de Teutoburgo, que iria ser o mote para a independência dos Romanos e para aquilo que hoje são as fronteiras da Alemanha.
  • Mandem vir: atualmente em terceiro no Top da Netflix, “Bárbaros” promete ser o próximo hit alemão depois do sucesso global que as três temporadas de “Dark”
The Undoing The Undoing
créditos: Rodrigo Mendes / MadreMedia

O que acontece quando se sai da bolha?

Maior noção do mundo, com todas as coisas boas e más que isso acarreta. Para a Família Fraser, que protagoniza a nova série “The Undoing” da HBO Portugal, trouxe algo mais complicado de lidar do que isso. Mas já lá vamos.Jonathan (Hugh Grant) é um oncologista famoso e pai exemplar, que, depois de tentar salvar pessoas à beira da morte durante o dia, tenta manter o ânimo para passar tempo de qualidade com a sua família. Grace Fraser (Nicole Kidman) é uma terapeuta de relações que tenta descortinar os problemas em relações tóxicas muito diferentes da sua. Os dois têm um filho chamado Henry, que estuda numa escola super elitista que custa 50 mil euros por ano.

Apesar de fazerem parte da alta sociedade nova-iorquina, Jonathan e Grace têm noção da bolha em que vivem e acabam por ter uma personalidade bastante diferente das pessoas que os rodeiam, nomeadamente as amigas de Grace, que têm os filhos na mesma escola que o seu. Por exemplo, quando a mãe de um aluno com uma bolsa social de estudos se junta à comissão organizativa de um leilão na escola, estas são as primeiras a olhar de lado e a questionar alguns dos seus maneirismos. Grace, por outro lado, é mais amigável e tenta ser mais acolhedora para Elena (a nova mãe), embora fique desconfortável com sua postura para consigo quando se voltam a cruzar no balneário de um ginásio. Potencialmente, encontram-se mais vezes, mas os flashbacks revelados no primeiro episódio não nos permitem saber.

Entretanto, o leilão prossegue e é o motivo para que todos os pais se reúnam na escola para o tão prestigiado evento. A Família Fraser vai em peso, as mães snobs andam de um lado para o outro, e Elena, que aparece sozinha, tenta passar despercebida e sente-se deslocada num ambiente que não é o seu. Este sentimento leva a que, mesmo depois de ser confortada por Grace, esta decida sair da “festa” mais cedo, coisa que Jonathan também acaba por fazer quando recebe uma chamada urgente do seu hospital.

Na manhã seguinte ao leilão, Elena aparece morta e o mundo perfeito de Grace e da sua família muda para sempre. O marido de Elena é o principal suspeito, Grace poderá saber mais sobre o assunto do que aquilo que diz e Jonathan, aparentemente, mentiu sobre o seu paradeiro, o que causa algumas dúvidas. A ver se a bolha não rebenta mesmo.

  • Isto faz-me lembrar algo: “The Undoing” é da autoria de David E. Kelley, também responsável pela série da HBO “Big Little Lies”. Aliás existem bastantes semelhanças no ambiente e no registo criado em ambas as séries.
  • A escolha musical: é um dos aspetos em maior destaque na série, começando por uma versão mórbida de “Dream a Little Dream of Me” e acabando nas variadas vezes que o “4 Estações” de Vivaldi é utilizado para dar dinâmica a cenas neste primeiro episódio.

Créditos Finais

  • Sinto a Força outra vez: estreia hoje no Disney+ a segunda temporada “The Mandalorian”, que promete trazer novas aventuras e mais momentos imperdíveis com o Baby Yoda.
  • Para um Halloween preenchido: o AXN vai ter um especial de Halloween durante todo o fim-de-semana com foco em vampiros e aliens para te acompanharem nestes dias de confinamento. Vê aqui a programação.
  • Lançamentos musicais: Kendrick Lamar está de regresso numa colaboração com Busta Rhymes em “Look Over Your Shoulder”; Harry Styles lançou o videoclipe para “Golden” e Ariana Grande lançou o álbum “Positions”.
  • One Hit Wondersneste artigo do The Ringer, vais poder conhecer melhor a história de Vanilla Ice que, depois do sucesso nos anos 90, caiu no esquecimento.
Passatempo

E o vencedor é...

Para celebrarmos a edição número 50 da nossa newsletter, lançámos um passatempo que decorreu durante todo o mês de outubro  e no qual te pudeste habilitar a GANHAR 1 ANO DE NETFLIX (com dois cartões de oferta de 50 euros)!

Depois de dezenas de participações e de respostas muito originais à pergunta que colocámos, queremos dar os parabéns ao Pedro Miguel Tavares de Oliveira que escolheria ver a série "Dark" o resto da vida. Vamos entrar em contacto contigo nos próximos dias para te entregarmos o prémio.

Obrigado a todos os participantes pelas suas respostas e não se preocupem porque mais passatempos estão a caminho!

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.