Este é o quarto romance da escritora e cronista do SAPO24 e o primeiro original publicado pela Companhia das Letras, chancela do grupo Penguin Random House dedicada exclusivamente à publicação de obras literárias de língua portuguesa, que a partir de 2017 passou a publicar Alexandra Lucas Coelho, até então autora da Tinta-da-China. Com o romance “A nossa alegria chegou”, Alexandra Lucas Coelho cria pela primeira vez um lugar, com a sua fauna, a sua flora e o que sobra de uma língua perdida, diz a editora.

Em maio de 2017, a Companhia das Letras reeditou o primeiro romance escrito por Alexandra Lucas Coelho, “E a noite roda”, livro vencedor do Grande Prémio de Romance e Novela APE 2012. “O meu amante de domingo” e “Deus-dará” são os outros dois romances entretanto escritos pela autora, que tem várias obras de não ficção, no âmbito da literatura de viagens, entre os quais “Viva México”, editado em 2010 pela Tinta-da-China, que foi finalista do Prémio Portugal Telecom (atual Prémio Oceanos).

Sobre "A nossa alegria chegou" ficamos a saber que se passa num mundo distópico, onde há deuses antigos, servos, pirâmides, mas também há helicópteros, mortes em série, inteligência artificial e uma conceção do tempo e do espaço vagos e ficcionais.

“Não sabemos em que ano a história acontece, nem em que parte da Terra”, especifica a editora, adiantando que “o mal de toda a parte está em Alendabar” – lugar ficcionado -, e “o mal de Alendabar está em toda a parte”, mas os três amigos “Ira, Ossi e Aurora acreditam que o bem está na luta”.

Estes jovens juntam-se num pacto: fazer uma revolução em Alendabar, o lugar onde moram, no primeiro dia do Outono. Nesse dia, uma mulher do outro lado do mundo chega a Alendabar com as cinzas do marido, trazendo o filho de ambos, e, no mesmo dia ainda, o dono de todas as terras em volta, conhecido como Rei, recebe um convidado do Oriente.

O destino de todos vai cruzar-se ao longo das doze horas de luz deste equinócio, que se apresentam divididas pelos doze capítulos do livro: começa no capítulo doze e termina no capítulo um, aludindo a uma contagem decrescente até ao fim daquelas doze horas, que constituem a estrutura narrativa do livro.

"A nossa alegria chegou" está disponível nas livrarias desde o passado dia 21 de setembro - o primeiro dia do outono - e o lançamento tem lugar esta noite, no Teatro A Barraca, em Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.