O single "Break My Soul" é o primeiro da estrela de 40 anos a chegar no topo da Hot 100 da Billboard desde 2008, quando "Single Ladies" conseguiu o feito.

O seu sétimo álbum de estúdio também estreou no primeiro lugar da lista da Billboard, anunciou o monitor da indústria musical. É a segunda melhor estreia do ano, atrás de "Harry's House" de Harry Styles.

"Renaissance" também destronou a sensação mundial do trap latino, Bad Bunny, na lista de álbuns Billboard 200, que se mantinha no topo com "Un Verano Sin Ti" há cinco semanas consecutivas.

Feito para dançar e repleto de acenos à história da música disco e eletrónica, o novo álbum de Beyonce irrompeu com força no verão boreal.

Os vocais da artista têm o seu lugar em "Renaissance", mas o que se destaca é o chamado ritmo urgente à pista de dança, com um mosaico de influências que homenageia os pioneiros do funk, soul, rap, house e disco.

Apesar do sucesso dos seus videoclipes vanguardistas, o último álbum por enquanto não conta com imagens.

Embora a cantora tenha uma grande influência cultural e um indiscutível trono no panteão da música, a sua obra historicamente não alcançou o mesmo domínio comercial que outras estrelas mundiais contemporâneas. Mas "Renaissance" pode ter começado a mudar isso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.