O vídeo, com cerca de cinco minutos, publicado na plataforma YouTube, começa com imagens aéreas da Figueira da Foz e foca-se num grupo de pessoas numa esplanada que, ao som da sirene, se levanta e corre, tendo como destino, a pé ou de automóvel, o quartel da corporação fundada em dezembro de 1882 e que celebra 135 anos na terça-feira.

A letra, da autoria de um grupo de bombeiros do corpo ativo dos BVFF e cantada por estes ao som do tema celebrizado por Luís Fonsi e Daddy Yankee, faz várias referências ao trabalho dos voluntários de cada vez que toca a sirene, argumentando que aquilo que fazem "mais ninguém o faz", durante "horas a fio" ou "dias seguidos", em ações de proteção às populações e combate aos incêndios.

A produção inclui imagens simuladas de uma chamada de emergência, imagens reais de fogos florestais (incluindo a atuação de meios aéreos) e planos dos meios humanos e materiais dos Voluntários da Figueira da Foz.

Ouvido pela agência Lusa, Lídio Lopes, presidente dos BVFF, disse que a direção da associação humanitária e o comando da corporação "não quiseram deixar de incentivar, apoiar e divulgar a adaptação de uma música que esteve nos tops este ano, com uma letra em tudo relacionada com os bombeiros".

O responsável diretivo adiantou que o vídeo do tema "Foguito Foguito" pretende levar à angariação de novos sócios e que a produção "contribui para o espírito de corpo e para uma salutar convivência entre todos os bombeiros voluntários" da corporação da Figueira da Foz.

Lídio Lopes aludiu ainda à quadra natalícia, lembrando "na época em que se celebra o nascimento de Jesus" que os BVFF são a corporação "que mais partos realizou dentro das suas ambulâncias", num total de 23 registados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.