O anúncio, também ele feito naquela rede social, foi partilhado por vários dos participantes em momentos anteriores do projeto, como o ator Nuno Lopes, o músico Filipe Melo ou o argumentista João Quadros.

O último direto de Bruno Nogueira no Instagram, em meados de maio, atingiu cerca de 175 mil visualizações em tempo real, um recorde nas redes sociais portuguesas.

Em meados de março, o que começou por ser um desabafo sobre a pandemia da covid-19 e o confinamento, acabou por se tornar um projeto e um fenómeno cultural que culminou numa ‘arruada’ por Lisboa à procura de luzes de Natal e com a participação de figuras como Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes, Nélson Évora ou Salvador Sobral.

Ao lado do também humorista e argumentista Nuno Markl — o condutor de serviço –, ambos foram abordados durante a viagem por centenas de fãs que os acompanharam na vida real e mais de 150 mil que os seguiam nos ecrãs dos telemóveis e computadores, durante duas horas, como foi habitual durante os dias da semana ao longo dos dois meses anteriores.

Das 23:00 até às 01:00, Bruno Nogueira convidava para o direto um elenco de figuras públicas, sendo que as mais habituais eram Nuno Markl, Nuno Lopes, Albano Jerónimo, João Manzarra, João Quadros, Marta Bateira (Beatriz Gosta), Inês Aires Pereira, Nélson Évora, Salvador Martinha, Inês Aires Pereira, Jéssica Athayde, Mariana Cabral (Bumba na Fofinha) e Ljubomir Stanisic.

À exceção de Marta Bateira, a ‘enviada especial’ no Porto, todos estes se juntaram a Bruno Nogueira no Coliseu de Lisboa, para se despedirem desta primeira caminhada do “bicho”, ao som do piano de Filipe Melo e da voz de Bruno Nogueira, numa interpretação de “Vendaval”, de Tony de Matos.

Numa mistura de música, comédia e desabafos, foram várias as figuras que iam aparecendo no “programa do bicho” e deixando a sua marca, desde o artista plástico Vhils, que fez, em direto, um mural de José Afonso no 25 de Abril, as atrizes Rita Blanco e Eunice Muñoz, a pianista Maria João Pires, a fadista Ana Moura ou o locutor Cal Lockwood, cuja rádio no Polo Norte passou a ter milhares seguidores portugueses, por conselho de Nuno Markl.

Depois de duas horas de um direto com uma carga emocional forte para todos e milhares de mensagens, Bruno Nogueira reafirmou que voltaria a tentar este fenómeno no futuro, algo que já tinha prometido à filha.

Na altura, vários especialistas em redes sociais contactados pela Lusa afirmaram que o fenómeno criado pelos diretos do humorista Bruno Nogueira na rubrica “Como é que o Bicho Mexe?” devia ser estudado e visto como uma “referência”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.