Se alguém ousasse colocar um ingrediente intruso no meio da gastronomia portuguesa, o irrefletido ato seria alvo das mais altas críticas. Mexer no equilíbrio perfeito de uma francesinha, alterar o recheio delicado de um travesseiro, ou tocar na ordem de entrada dos ingredientes do bacalhau à Brás há de ser tão grave quanto atentar contra os símbolos da nação, constitucionalmente protegidos.

Porém, há sempre quem ouse, quem pense caminhos diferentes para escarafunchar com o sensível arranjo da gastronomia. E, por vezes, há quem abra fações. Espanha tinha uma coisa assim.

Mais do que distinguir o que são bifanas a Norte o que são bifanas a Sul, Espanha dividia-se na questão das cebolas: deve ou não a tortilha levar cebola entre os ovos, a batata, o azeite e o sal? Um jornal pôs mãos à obra e pegou num inquérito para responder à questão.

Este fim de semana, chegou-se à conclusão de que a nação espanhola concorda: tortilha é com cebola. A resposta foi encontrada num inquérito, que mostra como a maioria dos espanhóis prefere que haja cebola na tortilla de patatas.

Segundo o El Mundo, 72,7% dos inquiridos apoia o toque doce da cebola entre os ovos e a batata e 25,3% são contra — numa união nacional, que extravasa partidos tão distantes como o VOX ou o Podemos.

Segundo os mesmos dados, as mulheres preferem mais a cebola que os homens. E os jovens têm a maior percentagem de quem deixa a cebola de fora.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.