Sem querer adiantar números exatos de visitantes por ainda não ter terminado o evento, mas realçando que se bateram os valores do ano passado, quando mais de 53 mil pessoas visitaram aquele espaço, Paulo Rocha Cardoso afirmou que o “balanço é extremamente positivo principalmente pela motivação dos participantes e pelo espírito que se está a viver na Comic Con”.

O responsável pelo evento que este ano aumentou para quatro dias assegurou que a intenção da organização é dar continuidade à Comic Con, que se iniciou com um plano de cinco anos no Porto (ou seja, pelo menos, até 2018), e salientou que “há muitos processos de melhoria que [são analisados] de ano para ano”.

“Estamos a tentar criar um evento ‘indoor’ num espaço já construído para outro tipo de eventos, o que [significa que] para nós há sempre infraestruturas que é possível melhorar. Não só em termos de cartaz, de momentos existentes no evento”, declarou Paulo Rocha Cardoso.

O responsável afirmou que de ano para ano “tudo é analisado” e são feitos vários estudos para avaliar o impacto das experiências nos fãs.

Questionado sobre os vários cancelamentos com que a Comic Con se deparou este ano, entre os quais o do ator britânico David Bradley (da saga Harry Potter e da série “Guerra de Tronos”) ou o do argumentista de Banda Desenhada (BD) Brian Michael Bendis, o diretor-geral da convenção destacou que “não há ninguém mais frustrado” do que a própria organização quando tal acontece.

“Nós, acima de tudo, tentamos nunca criar falsas expectativas. Quando anunciamos alguém temos efetivamente tudo muito confirmado e por isso é que solicitamos um vídeo ou uma comunicação para os visitantes perceberem que o próprio convidado está entusiasmado por vir ao nosso país”, afirmou Paulo Rocha Cardoso.

O responsável pelo evento explicou que “existem outros convidados que, apesar de já estar tudo confirmado, cancelaram antes de serem anunciados, depois de seis meses de trabalho e isso é extremamente frustrante”, realçando que se procuraram mitigar os efeitos dos cancelamentos, com recurso à criação de novos painéis ou através da participação via Skype, no caso de Bendis.

A terceira Comic Con Portugal termina hoje, depois de quatro dias de BD, cinema, televisão e videojogos na Exponor, que contaram com a presença de atrizes como Cobie Smulders da série “Foi assim que aconteceu” ou Lennie James de “The Walking Dead”, entre outros, para além de argumentistas e artistas como Chris Claremont e Achdé.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.