Reza a lenda que foi o “Senhor Dinkan” que deu origem ao Big Bang, há mais de 14 mil milhões de anos, e desceu ao mundo na forma de um pequeno rato. Tudo porque um dia, enquanto comia um pedaço de mandioca, o “Senhor Dinkan” estava bastante entediado e resolveu dar uma grande gargalhada, dando origem ao Big Bang.

Custa acreditar? Na realidade, é esta a mesma reação que os dinkoistas têm quando são confrontados com extremismos e o que consideram ser a “fé cega” provocada pela religião. Desta forma, o que este grupo pretende é desafiar crenças irracionais, ao mesmo tempo que tentam fornecer explicações científicas que ajudem a explicar supostos milagres.

E de onde surge esta figura que é adorada no Dinkoismo? Natural da floresta fictícia de Pankila, o rato Dunkan faz parte de uma tira de banda desenhada chamada "Balamangalam", que foi publicada pela primeira vez em 1983 numa revista para crianças. Nesta história, o rato Dinkan tem superpoderes que usa para salvar as pessoas do perigo.

O Dinkoismo é inspirado numa outra falsa religião apelidada de igreja do Monstro do Esparguete Voador, que defende os princípios do pastafarianismo. Fundada nos Estados Unidos em 2006, este grupo acredita que as massas são "o principal alimento santo" dos fiéis da igreja e o escorredor o seu chapéu tradicional.

Brincadeiras à parte, o desejo dos dinkoistas, que criaram esta "religião" em 2008, em Kerala, no sul da Índia, é restabelecer a ideia de tolerância e de racionalidade dos grupos religiosos ao mesmo tempo que defendem a igualdade de género, o poder feminino e a proteção do meio ambiente.

A comunidade já tem uma página criada no Facebook e há ainda vários vídeos explicativos desta religião no Youtube.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.