De acordo com o Museu de Serralves, a inauguração da exposição “Joan Miró: Materialidade e Metamorfose”, irá contar com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro, António Costa, do ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, e do presidente do Governo de Espanha, Mariano Rajoy.

Com curadoria de Robert Lubar Messeri, a exposição abre ao público no sábado, e ficará patente até 28 de janeiro de 2017 no Museu de Serralves.

Passados quase três anos do anúncio da venda num leilão internacional, 80 das 85 obras da chamada coleção Joan Miró (1893-1983), proveniente do ex-Banco Português de Negócios, vão ser expostas publicamente pela primeira vez, numa semana em que o primeiro-ministro, António Costa, reiterou que a coleção fica em Portugal, na cidade do Porto.

A mostra abarca um período de seis décadas da carreira do artista catalão - de 1924 a 1981 - e debruça-se em particular sobre a transformação das linguagens pictóricas que o artista catalão trabalhou, abordando também as suas metamorfoses artísticas nos campos do desenho, pintura, colagem e trabalhos em tapeçaria.

No conjunto da mostra - com desenho arquitetónico de Álvaro Siza Vieira - estão incluídas seis pinturas sobre ´masonite´ de 1936 e também seis ´sobreteixims´ (tapeçarias) de 1973.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.