Numa nota publicada no portal da autarquia, o ensaísta e vencedor do prémio Pessoa em 2011, que completa 96 anos em maio, é caracterizado, como um "dos nomes maiores do pensamento português" que lecionou em "universidades portuguesas, brasileiras, alemãs e francesas, ao mesmo tempo que mantinha intensa atividade entre a crítica literária e a escrita ensaística".

A Feira do Livro do Porto, que vai decorrer entre 06 e 22 de setembro, vai assim regressar aos Jardins do Palácio de Cristal para mais uma edição.

O mesmo texto recorda que Eduardo Lourenço se ligou ao Porto “desde muito cedo”, tendo passado “os primeiros anos de vida na cidade”.

“Por isso, segundo adiantou o escritor e filósofo em entrevista a Anabela Mota Ribeiro, as memórias mais antigas que tem de si e do mundo são precisamente da cidade do Porto, onde viveu tempos da infância que o marcaram para sempre de forma indelével: ‘As primeiras imagens que tenho da vida são do nevoeiro, das fábricas, do nevoeiro que atiravam as chaminés’”, acrescenta o texto.

A homenagem vai ser delineada pelo argumentista e antigo administrador da RTP Nuno Artur Silva.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.