A cassete está envelhecida e deteriorada, mas há quatro palavras na sua etiqueta amarelada que revelam o seu verdadeiro valor: "John Lenon (sic) - Skyrum Verge", uma gravação inédita do ex-Beatle com 33 minutos de duração, com uma entrevista e algumas canções do célebre músico que foi assassinado em dezembro de 1980.

A fita estava na posse de um grupo de dinamarqueses com cerca de 60 anos que, há mais de 50 anos, quando eram apenas estudantes, conheceram Lennon.

Com um valor estimado entre 27 e 40 mil euros, a cassete vai ser leiloada esta terça-feira na Copenhaga

A história da gravação que esteve perdida durante meio século começa no início dos anos 1970, num dia de inverno na península de Jutlândia, na Dinamarca continental.

Quatro jovens que escreviam para o jornal do instituto em que estudavam desafiaram o vento e a tempestade de neve para chegar até seu ídolo John Lennon, que passava o inverno com a companheira Yoko Ono numa área remota do país escandinavo.

"Entramos no salão e vimos John e Yoko (...) sentados em um sofá. Foi fantástico. Também nos sentámos e ficámos muito apertados uns contra os outros", relembra Karsten Højen, um dos proprietários desta relíquia vendida com fotos desse dia e um exemplar do jornal.

"Eu estava sentado ao lado de Yoko Ono e John Lennon estava ao lado dela. Conversámos e devertimo-nos. Ele até esticou as pernas sobre a mesa com as suas meias de lã. Foi muito íntimo", conta, agora com 68 anos.

No final de dezembro de 1969, num episódio até agora esquecido, John Lennon e Yoko Ono viajaram ao reino escandinavo para visitarem Kyoko, filha de Yoko, que vivia com o pai no norte de Jutlândia.

A visita foi discreta, mas chamou a atenção dos moradores e o cantor organizou uma conferência de imprensa que coincidiu com o dia de regresso das aulas, explica Højen.

Juntamente com um grupo de amigos convenceram o diretor a embarcar na aventura e foi-lhes permitido que se ausentassem da escola para tentar falar com o cantor, meses antes da dissolução dos Beatles.

Devido a uma série de circunstâncias bizarras e à tempestade, os quatro estudantes estiveram com seu entrevistado num ambiente descontraído e familiar.

Para um museu ou para Yoko Ono?

Højen e os seus amigos decidiram livrar-se do tesouro porque não tiravam realmente proveito dele e não pretendiam compartilhá-lo com os seus descendentes.

"Ficaríamos contentes se um museu se interessasse ou, por quê não, a própria Yoko Ono", disse este consultor de gestão cultural.

Para ouvir a gravação, que não está disponível em nenhum outro lugar, é necessário ter um bom leitor de cassetes. Um trecho divulgado faz antever que a qualidade ainda esteja boa.

"É preciso relaxar e levar um bom tempo para ouvi-la", disse Alexa Bruun Rasmussen, diretora da casa de leilões Bruun Rasmussen, encarregada pela venda.

"Eles tocam 'Give peace a chance', mas com palavras diferentes e (Lennon) incorpora aspetos dinamarqueses locais, o que evidentemente é muito divertido para nós. Também tocam 'Radio Peace', que nunca foi lançada", explica.

Segundo ela, ouvir a fita é muito emocionante.

"É muito sincera, muito local. Acredito que isso a torna única, porque John Lennon fala com jovens estudantes, eles compartilham a paixão da mensagem de paz. E vemos claramente que existe uma conexão entre eles", disse Bruun Rasmussen.

Karsten Højen explicou os detalhes desse dia de inverno aos seus filhos e netos. Em breve, esta será a sua única recordação, já que está vendendo a cassete sem a ter digitalizado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.