Não é um valor muito comum quando se fala de fruta — tanto assim é que seria suficiente para comprar um carro novo no Japão —, mas a agência de notícias AFP indica que os números alcançados no leilão de hoje superam os 3 milhões de ienes (aproximadamente 23 mil euros) obtidos há dois anos por outros dois melões Yubari.

O par de melões foi o primeiro a ir a leilão no mercado municipal Yubari, precisamente a terra que dá nome e fama à reconhecida fruta. No total, foram a leilão 507 exemplares.

"Os melões Yubari cresceram bem este ano porque tiveram muitas horas de exposição ao sol desde maio", explicou um funcionário do mercado, Tatsuro Shibuta. Todavia, convém assinalar que estes leilões de frutas, no Japão, terminam, com frequência, em recordes deste tipo.

Quanto ao licitador vencedor, Shinya Noda, presidente de uma companhia de acondicionamento de fruta e vegetais, o objetivo era claro: "Queria estabelecer um recorde a tudo custo". Afinal, é o ano em que se festeja o 30º aniversário da sua empresa.

Os japoneses consideram frutas um artigo de luxo, e o melão Yubari, cultivado na ilha de Hokkaido e com denominação de origem protegida, é um presente muito apreciado, assim como um bom vinho.

Os melões vão ser exibidos até ao final do mês, altura em que serão posteriormente oferecidos aos visitantes do mercado, sem qualquer custo.

O alto preço das frutas no Japão, mesmo as mais comuns, costuma surpreender os estrangeiros.

De acordo com o Japan Times, em março de 2007, a pequena cidade de Yubari tornou-se no primeiro município da nação nipónica a declarar bancarrota.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.