Apesar da elevação a Concelho ter ocorrido somente há 38 anos, a Amadora é uma terra com uma história bastante antiga.

Com origem na então designada “Porcalhota”, a zona geográfica onde hoje se situa a Amadora, serviu durante vários séculos de estância de veraneio para famílias nobres, dada a sua excelente localização e o bom clima existente.

Com o chegar da revolução Industrial a Amadora foi-se desenvolvendo em termos urbanísticos para aquilo que é hoje. Uma cidade com uma localização de excelência às portas de Lisboa e que luta pela construção de uma identidade própria de afirmação face à capital.

É desta cidade a marca “Estrela da Amadora”, não obstante o desaparecimento desta instituição recentemente, foi a principal embaixadora da cidade nos últimos anos. Recordo a conquista da Taça de Portugal de futebol na época de 1989/1990. São também da Amadora inúmeros desportistas de renome: Rui Costa, Jorge Andrade, Jorge Jesus e Tiago Apolónia, são alguns dos mais sonantes exemplos.

Mas não se restringe aos heróis do desporto. Convém não esquecer as artes, com Artur Bual na pintura, Fernando Relvas e José Ruy na Banda Desenhada. Na comunicação social, Jorge Gabriel, na música, Maria José Valério, Fernando Ribeiro e António Chainho.

Repleta de cidadãos ilustres, a Amadora sempre se destacou pela resiliência. Ponto de passagem e de paragem, onde muita gente que vinha de fora para trabalhar em Lisboa encontrava a sua morada, foi nos anos 80 e 90 sobretudo com a vinda de cidadãos dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOPs) que a Amadora acaba por atingir uma nova especificidade: a multiculturalidade.

É nesta amalgama de culturas, numa cidade de oportunidades contrastes e diferenças que todos lutam pelo seu espaço, num caminho em que apesar de tudo ainda há muito para trilhar no que diz respeito à conquista de uma identidade própria, mas seguramente uma cidade onde há e sempre houve “espaço para todos.”

Gonçalo Ilharco é advogado, exercendo na Comarca da Amadora, na freguesia de Alfragide. Para além da advocacia, a sua outra grande paixão é o Jornalismo. Trabalhou na Antena 1 entre 1990 e 1991. É autor das páginas “Um Sportinguista Racional” e “Futebol Sem Dogmas” no Facebook. Viveu sempre no Concelho da Amadora.

A Minha Terra é uma rubrica especial do SAPO 24 em que várias pessoas são convidadas a falar da sua terra, "à boleia" das eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro de 2017.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.