Publicado originalmente em maio deste ano, “Second Place” figura entre as 13 obras escolhidas para a “lista longa” (primeira seleção) de candidatos ao Booker - prémio que distingue o melhor livro de ficção publicado em inglês no Reino Unido e Irlanda -, anunciada no dia 27 de julho.

Este novo romance de Rachel Cusk será publicado em Portugal em novembro, confirmou à Lusa o editor Francisco Vale, da Relógio d’Água, editora que também publicou o penúltimo romance da escritora canadiana, “Kudos”, obra que completa uma trilogia iniciada com “A Contraluz” e “Trânsito” (estes dois editados em Portugal pela Quetzal).

A obra “Second Place” aborda o colapso de um casamento depois de a mulher convidar um famoso pintor para se hospedar com a família, ao mesmo tempo que fornece o quadro para um estudo do destino feminino e do privilégio masculino, das geometrias das relações humanas, e da luta para “viver moralmente entre o mundo interior e exterior”, segundo a sinopse.

O romance é o testemunho na primeira pessoa de uma escritora, designada apenas por M, que convida um célebre pintor, L, a ficar num anexo da sua casa costeira.

Ávida da sua atenção, enquanto o marido instala um sistema de irrigação para o jardim, M é surpreendida pela chegada de uma visita inesperada: uma jovem mulher do mundo da moda, que não poderia ser mais diferente da M de meia-idade, cujas dicas de estilo são aceites com gratidão pela filha de M, Justine, anteriormente imune aos conselhos da mãe.

Começa assim um psicodrama íntimo sob a forma de uma comédia social sobre os perigos da hospitalidade, uma vez que os modos estudadamente distantes de L alimentam também o horror de M pela sua “pequena e suburbana” obsoleta meia-idade, descreveu o jornal The Guardian sobre este romance, que considerou “intemporal e atual”.

Nascida no Canadá, Rachel Cusk mudou-se para Los Angeles, nos Estados Unidos, antes de ir viver para o Reino Unido, onde estudou e começou a trabalhar.

Em 2003, a revista literária Granta considerou-a um dos 20 melhores jovens escritores britânicos e, três anos depois, o livro "Arlington Park", publicado em 2009 pela ASA, esteve entre os finalistas do prémio Orange.

“Second Place” é o primeiro livro que a autora publica depois da trilogia que lhe granjeou maior sucesso, e que se iniciou com o romance “A Contraluz”, em que a figura da narradora se esbate até quase à invisibilidade, eleito um dos dez melhores livros de 2015 pelo New York Times, que o considerou “letalmente inteligente”.

Em 2017 saiu o segundo volume, “Trânsito”, e em 2018 “Kudos”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.