"A intenção é fazer do Porto casa [do festival] nos próximos três anos, pelo menos (...). Temos tido uma resposta positiva de todos com quem falamos até agora, por isso, não vejo o porquê de não dar continuidade ao festival", afirmou Murray Bell, fundador da plataforma Semi Permanent.

Murray Bell, que falava aos jornalistas à margem da apresentação do festival, que decorreu hoje na Câmara Municipal do Porto, salientou que a escolha da cidade como local para abrigar o certame "foi muito fácil".

"Apesar de o Porto estar a crescer, é um ótimo sítio para as pessoas serem elas próprias. Acho que é muito fácil pensar num evento destes no Porto (...) onde é simples ter um balanço perfeito entre trazer talento internacional para a cidade, mas, da mesma forma, criar uma plataforma para os designers do Porto e os portugueses se mostrarem", frisou.

Sob o tema “Restless” (“inquieto”, em português), o festival, que decorrerá nos dias 30 e 31 de outubro, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, pretende explorar a ideia de "mudança".

"Obviamente que a Europa tem toda uma riqueza histórica e criativa de design, mas acho que é tempo de a reinventar de alguma forma", sublinhou o fundador.

Durante os dois dias, a Alfândega vai por isso ser palco de várias palestras, painéis de discussão, oficinas, oportunidades de ‘networking’, tutoriais e sessões interativas.

Além das muitas atividades, vai ser apresentada a exposição “The Panic Office”, uma retrospetiva de arte da banda britânica Radiohead.

A banda sonora da exposição foi composta pelo vocalista Thom Yorke e a mostra ficará patente no Porto para lá das datas do festival.

Hoje, durante a apresentação, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, afirmou também que a realização do festival Semi Permanent na cidade reflete a aposta na "contemporaneidade".

"Tenho a certeza de que vai ser um sucesso (...), vão olhar para nós de maneira diferente, de uma maneira de notabilidade da cidade do Porto, nos últimos anos, uma cidade que se vira muito para a contemporaneidade e que se vira muito para este tipo de eventos", disse o autarca.

A programação do Semi Permanent será conhecida a 28 de janeiro, dia em que também serão colocados à venda os bilhetes para o festival.

De nomes já anunciados pelo Semi Permanent constam alguns como Tinker Hatfield, Michel Gondry, Paula Scher, Tony Hawk, Oliver Stone, a família Coppola, Christoph Neimann, Scott Dadich, Platon, Bjarke Ingels e Jessica Hische, além de ‘designers’ e diretores criativos de marcas como Google, Tesla, Netflix, Airbnb, Ace Hotel, Industrial Light and Magic, Instagram, Oculus, Levi's e VICE.

O Semi Permanent, que já passou por cidades como Sydney, Wellington, Nova Iorque, Londres ou Estocolmo, é financiado pelo Fundo de Apoio ao Turismo e ao Cinema.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.