“Re/wind é quase um rebobinar, mas ao meso tempo é uma renovação também. A coleção é isso, é voltar um pouco atrás para continuar mais à frente. É quase como uma roda, algo que se renova”, descreveu esta noite à Lusa Júlio Torcato, minutos antes de revelar a nova coleção outono/inverno 2018/19 na passarela do Portugal Fashion, evento que este ano se estreou no Parque da Cidade do Porto.

Júlio Torcato celebrou os 30 anos de carreira na nova estrutura amovível que o Portugal Fashion montou no Parque da Cidade, um espaço batizado de “cidade da moda”, e mostrou uma coleção que aliou o “corte clássico ao ‘sportswear’, privilegiando os tecidos técnicos, malhas e pelos e apostando nos azuis ‘royal’, laranjas, beges verdes e pretos”, refere a mesma fonte.

Na passarela viram-se coordenados masculinos e femininos que transmitiram uma forma de estar urbana, mas sempre com uma preocupação dos acabamentos e dos cortes da alfaiataria clássica.

Antes de Torcato, a passarela principal passou pela “cidade da moda” a “Aurora”, de Anabela Baldaque, uma coleção onde a criadora de moda quis homenagear a própria mãe — Aurora -, mas também o “princípio da vida”, o “nascer do Sol” e o início da cor”.

Pela passadeira passaram vestidos pretos compridos, em organzas, mas também casacos longos e bordados, sempre com destaque para as mangas, que ora apareciam em forma de balão, ora drapeadas, franzidas ora plissadas.

A “Aurora” recolhe inspirações de peças fortes criadas ao longo dos 32 anos de carreira de Anabela Baldaque, onde as malhas, os quadrados, o xadrez não faltaram, mas a mistura de cores planas e lisos em cima de lisos revelaram uma Baldaque mais serena.

No primeiro dia da 42.ª edição do Portugal Fashion no Porto, Estelita Mendonça foi outro dos ‘designers’ a poder pisar a passarela principal trazendo uma coleção masculina que não fugiu aos contrastes e texturas de coleções passadas, com a novidade de muitos “plissados” em pele de pêssego “quase acamurçada” que muda o cair do tecido e cujo resultado agradou ao ‘designer’, como confirmou à Lusa.

Durante a tarde e início da noite de quinta-feira, a 42.ª edição do Portugal Fashion deu destaque aos criadores portugueses emergentes, onde Olimplia Davide fechou um ciclo de desfiles onde também participaram Nycole, Beatriz Bettencourt, Sara*Maia, Joana Braga e 0.9 Vírus Daniela Pereira.

O segundo dia do Portugal Fashion no Porto, hoje, arranca à 16:00 com as criações de Inês Torcato e de David Catalán, jovens ‘designers’ que se estreiam este ano na passarela principal, depois de terem integrado no passado o projeto Bloom, e de terem participado recentemente na Semana da Moda de Roma.

A 42.ª edição do Portugal Fashion encerra, no sábado, com o desfile de Diogo Miranda, a partir das 23:00, mas na passarela vão desfilar também Luís Onofre (22:30), Katty Xiomara (16:00), Nuno Baltazar (15:00) e as marcas Dielmar (21:30), Lion of Porches (20:00), Ana Sousa (19:00), Concreto (18:00).

O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), desenvolvido em parceria com a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, e é cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização — Compete 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.