As portas da ‘cidade do rock’, no Parque da Bela Vista, abrem às 12:00 e a organização apela ao público que chegue cedo, para “aproveitar ao máximo as 14 horas de programação”, até às 02:00 de segunda-feira.

Hoje, no Palco Mundo, o maior dos vários palcos do festival, atuam, além de Post Malone e Anitta, Jason Derulo e HMB.

Para os restantes palcos, estão marcadas as atuações de artistas e bandas Mundo Segundo & Sam The Kid, Piruka com Jimmy P e Gama, Johnny Hooker, Titica, Grognation, Kappa Jota e G Fema.

O último dia de Rock in Rio Lisboa fica também marcado pela greve de 24 horas dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa, que levaram a organização do festival a criar, em conjunto com a Câmara Municipal de Lisboa, “mais parques de estacionamento com ‘shuttle’ direto para a ‘cidade do rock’".

A organização disponibilizou uma série de informação no 'site' do festival sobre como chegar ao recinto, recorrendo ao uso de transportes públicos ou transporte privado.

Além disso, deixa também lembretes em relação ao que se deve levar - protetor solar, calçado confortável, roupa fresca de dia e um agasalho para a noite -, e a alguns comportamentos a adotar na ‘cidade do rock’ – ingerir alimentos e água ao longo do dia -, dos quais o público pode estar esquecido.

Numa edição em que a inclusão também é palavra de ordem, há “mais espaços exclusivos a pessoas com mobilidade reduzida” e “língua gestual nos palcos e um mapa tátil”, a pensar em quem não vê e em quem não ouve.

Na edição do Rock in Rio Lisboa, que hoje termina, voltaram à ‘cidade do rock’, entre outras diversões, a roda gigante, o slide e as ‘pool parties’ (festas na piscina).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.