De 13 a 15 de março, o músico apresentar-se-á no Auditório Carlos Paredes, em Lisboa, e nos dias 21 e 22 desse mês no Passos Manuel, no Porto. Em palco, Samuel Úria estará acompanhado apenas pelo teclista Miguel Ferreira.

Samuel Úria lançou “Marcha atroz” em outubro passado, com quatro músicas inéditas destinadas a celebrarem aquilo que o músico já fez até então. O miniálbum foi editado juntamente com uma reedição em vinil dos três últimos álbuns de originais.

É esse miniálbum, com as canções “Ferrugem”, “Fusão”, “Mãos” e “Vem de novo”, que Samuel Úria coloca agora em palco, acrescentando-lhes os temas mais antigos.

“Tem, portanto, qualquer coisa paradoxal: ser um conjunto de canções inéditas mas que servem de retrospetiva. Está aí a locomoção atroz, uma viagem no tempo em passo de marcha”, afirmou Samuel Úria em outubro passado, quando saiu “Marcha atroz”.

Samuel Úria, musicalmente nascido em águas do rock, dos blues, da folk portuguesa e americana, editou os álbuns “Nem lhe tocava” (2009), “Grande medo do pequeno mundo” (2013) e “Carga de ombro” (2016).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.